Autores:

Raquel Maria Soares Amado; Pedro Miguel Madaleno Cardoso; Jacinto Marques da Costa; Sandra Ferreira Santos; Ana Isabel Roque Martins; Rui Miguel Santos Pais; Joana Filipa Teixeira Ferreira.
ON 2010, 13 ; agosto 2010; On-line publication: agosto 2010

Segundo o National Comprehensive Cancer Network (NCCN), distress é um termo utilizado para designar sentimentos ou emoções que podem interferir com a capacidade que o doente tem para lidar com o cancro, com os seus sintomas físicos e tratamento.

Desenvolveu-se esta investigação com dois objetivos principais: avaliar o distress nos doentes internados no serviço de cirurgia de cabeça e pescoço do IPO de Coimbra e identificar os fatores de perturbação/problemas associados que podem contribuir para o distress sentido. Este estudo enquadra-se no domínio da investigação quantitativa de características descritivas e exploratórias. A amostra foi constituída por 32 doentes. Os instrumentos de colheita de dados utilizados foram um questionário sócio-demográfico, o termómetro de distress e o questionário de identificação de problemas associados.

O nível de distress referido pelos doentes à chegada era maioritariamente “5” (moderado), e foi diminuindo ao longo do internamento, verificando-se uma predominância de um nível de “2” no momento de alta.

Palavras-chave: Distress, termómetro de distress, oncologia, cancro de cabeça e pescoço.

Verifique o abstract completo aqui.

 

Obtenha este artigo

Para obter este artigo terá que ser membro AEOP. Se já é membro AEOP efetue aqui o seu login. Se ainda não é membro AEOP registe-se aqui.
Em alternativa, pode adquirir este artigo pelo preço de 5EUR utilizando para isso o nosso formulário de contacto.