Dar vida aos dias… Uma conquista de família

  • Rui Cruz
  • Artigos
  • 13 Março, 2019
  • 0 Comment

Autores:

Ana Fonseca; Lara Gato; Helena Mira         ON 2007, 3;  dezembro 2007; On-line publication: dezembro 2007

A desinstitucionalização do doente oncológico e o crescente predomínio de famílias nucleares apontam para a necessidade de se desenvolverem conhecimentos sobre as competências e intervenções do enfermeiro no cuidar a doentes oncológicos em situação de cuidados paliativos domiciliários.

Esta modificação implica que os enfermeiros identifiquem necessidades específicas do doente, suas representações de doença oncológica, disponibilidade da família e capacidade para prestação de cuidados.

Partindo do tema “Representações sociais da Família do Doente oncológico em situação de cuida-dos Paliativos Domiciliários”, questionámos: “Qual(ais) a(s) resposta(s) da enfermagem às necessidades experienciadas pela família no acolhimento do doente oncológico paliativo no domicílio?”

Definimos como objetivos: percecionar as necessidades da família do doente oncológico paliativo no acolhimento no domicílio e identificar as representações sociais de doença oncológica da família do doente oncológico paliativo. Optámos por um estudo exploratório de abordagem qualitativa, tendo sido recolhidos dados através de entrevistas semi-diretivas realizadas a familiares de doentes oncológicos em situação de cuidados paliativos domiciliários. Recorremos à análise temática de conteúdo e análise avaliativa dos discursos.

O estudo permitiu verificar que os familiares cuidadores são influenciados pelas representações da doença oncológica. as reações ao impacto do diagnóstico traduziram-se, maioritariamente, em angústia, revolta, sentimento de perda do familiar e medo face a um processo irreversível. Revelam necessidades de natureza variada no acolhimento do seu familiar doente no domicílio. salientam-se as necessidades de informação clínica e sobre os cuidados, de apoio emocional, de expressar o cansaço e repousar, de conservar a esperança, de apoio nos cuidados e a nível económico. Para as famílias estudadas as respostas de enfermagem foram maioritariamente de encontro às suas necessidades e coadunaram-se com a filosofia inerente aos cuidados paliativos.

Palavras-chave: cuidados Paliativos Domiciliários; Representações sociais da Família; necessidades da Família; acolhimento do Doente oncológico; respostas de enfermagem

 

Verifique o abstract completo aqui.

 

Obtenha este artigo

Para obter este artigo terá que ser membro AEOP. Se já é membro AEOP efetue aqui o seu login. Se ainda não é membro AEOP registe-se aqui.
Em alternativa, pode adquirir este artigo pelo preço de 5EUR utilizando para isso o nosso formulário de contacto.