Autores:

Márcia Santos; Mónica Pinho; Susana Silva; Vera Dias               ON 2008, 5; abril 2008; On-line publication: abril 2008

A incidência das náuseas e vómitos em doentes a realizar quimioterapia está relacionada com o potencial emético das drogas administradas. O conhecimento do potencial emético das drogas e das características desse efeito relativamente ao seu pico e intervalo de ocorrência, é importante para os cuidados de enfermagem. O controlo das náuseas e vómitos é imprevisível para cada indivíduo, daí a necessidade de os tratamentos serem individualizados e adaptados a cada doente.

No estudo desenvolvido obtiveram-se respostas que indicam não haver diferença entre a presença de náusea aguda e tardia. Existem, no entanto, mais respostas positivas para vómitos tardios do que agudos. Torna-se fundamental uma avaliação objetiva para identificar as causas e factores desencadeantes do fenómeno emético.

Palavras-chave: emese, Anti-eméticos, controle

 

Verifique o abstract completo aqui.

 

Obtenha este artigo

Para obter este artigo terá que ser membro AEOP. Se já é membro AEOP efetue aqui o seu login. Se ainda não é membro AEOP registe-se aqui.
Em alternativa, pode adquirir este artigo pelo preço de 5EUR utilizando para isso o nosso formulário de contacto.