Autores:

Diana Ramada; Rui Medeiros      ON 2007, 3;  dezembro 2007; On-line publication: dezembro 2007

A incidência do cancro do colo do útero diverge geograficamente, aumentando nos países subdesenvolvidos. Portugal tem uma taxa de incidência desta patologia relativamente alta (17/100.000) e também uma das maiores taxas de mortalidade da Europa. Apesar dos programas de rastreio existentes, o cancro do colo do útero é responsável por cerca de 250.000 mortes por ano.

Em Portugal são registados aproximadamente 1000 novos casos de cancro de colo do útero todos os anos, apresentando assim a incidência mais elevada da Europa Ocidental. Os dois grandes picos de incidência no nosso país ocorrem nas mulheres entre os 40-45 anos e entre os 55-65 anos. Deste modo, o cancro do colo do útero pode ser considerado um problema importante de saúde, no qual se deve investir, de forma a tentar obter informações cada vez mais precisas para que se possa diminuir a sua incidência e mortalidade.

Palavras-chave: HPV, oncologia, papilomavírus, cancro do colo do útero

 

Verifique o abstract completo aqui.

 

Obtenha este artigo

Para obter este artigo terá que ser membro AEOP. Se já é membro AEOP efetue aqui o seu login. Se ainda não é membro AEOP registe-se aqui.
Em alternativa, pode adquirir este artigo pelo preço de 5EUR utilizando para isso o nosso formulário de contacto.