Autores:

Cristina Freitas Carvalho Sousa Pinto; Filipe Pereira      ON 2017, 21 ; novembro 2012; On-line publication: novembro 2012

Objetivo: Descrever como lida o membro da família na transição para o exercício do papel de prestador de cuidados de um doente com cancro colo-retal à luz da teoria das transições em enfermagem.

Método: Realizámos a revisão da literatura segundo os passos preconizados pela cochrane Re-viewers Handbook, durante os meses de novembro e dezembro de 2010.

Resultados: Foram analisados 10 artigos, em que 8 são estudos primários e 2 de revisão sistemática da literatura. a partir da análise dos dados, constatámos que os estudos demonstram que a condição de saúde dos doentes com cancro varia no decurso da doença e/ou tratamentos, mas não aprofundam ou descrevem em que momentos essas alterações ocorrem; que fatores as precipitam e qual o impacto no exercício do papel de Membro da Família Prestador de Cuidados.

Conclusões: os estudos descrevem o impacto da doença oncológica no seio da família, no entanto, pouco exploram os momentos/eventos em que o membro da família prestador de cuidados reconhece e percepciona o processo de transição para o exercício do novo papel. Os enfermeiros podem ajudar os “Membros da Família Prestadores de Cuidados” em processo de transição através da utilização de instrumentos capazes de monitorizar e acompanhar estes clientes, com base nos condicionalismos pessoais e comunitários que influenciam o exercício do papel, bem como os padrões de resposta decorrentes do exercício do papel.

Palavras-chave: familiar cuidador; cancro colo-retal; transição

 

Verifique o abstract completo aqui.

 

Obtenha este artigo

Para obter este artigo terá que ser membro AEOP. Se já é membro AEOP efetue aqui o seu login. Se ainda não é membro AEOP registe-se aqui.
Em alternativa, pode adquirir este artigo pelo preço de 5EUR utilizando para isso o nosso formulário de contacto.