Autores:

Rui Manuel Pinto Costa   ON 2017, 20 ; junho 2012; On-line publication: junho 2012

Instituída legalmente em 1940, a escola Técnica de Enfermeiras (ETE) fazia parte do projeto inicialmente elaborado para o conjunto de edifícios que constituiriam o núcleo lisboeta do Instituto Português de Oncologia.

Ao tempo da sua criação, surge numa altura em que se pretendia igualmente elevar o nível da profissão em Portugal, à qual faltavam ainda a afirmação científica e o reconhecimento social. Enquanto estabelecimento de ensino voltado para a formação técnica de enfermeiros com um componente significativo em oncologia, beneficiou das conexões que Francisco Gentil desenvolveu junto da Fundação Rockefeller, dando corpo a uma mudança formativa que marcaria o nível de preparação científica da enfermagem portuguesa.

Palavras-chave: Escola técnica de enfermeiras; formação; enfermagem

 

Verifique o abstract completo aqui.

 

Obtenha este artigo

Para obter este artigo terá que ser membro AEOP. Se já é membro AEOP efetue aqui o seu login. Se ainda não é membro AEOP registe-se aqui.
Em alternativa, pode adquirir este artigo pelo preço de 5EUR utilizando para isso o nosso formulário de contacto.