Autores:

M. Jorge Freitas Almeida  ON 2017, 23 ; julho 2013; On-line publication: julho 2013

Resumo: os avanços ocorridos na área da biologia molecular possibilitam uma melhor compreensão dos mecanismos de carcinogénese. Nestes, destaca-se a angiogénese como o processo através do qual as células tumorais estimulam a formação dos novos vasos sanguíneos necessários para o fornecimento dos nutrientes essenciais para seu crescimento acelerado.

A angiogénese tumoral é regulada pela produção de estimuladores da angiogénese, incluindo membros da família dos fatores de crescimento do endotélio vascular (VEGF) e dos fatores de crescimento dos fibroblastos (FGF). Os tumores podem ativar inibidores angiogénicos como a angiostatina e a endostatina, que podem modular a angiogénese, tanto no local do tumor como em locais metastáticos. o uso de inibidores angiogénicos como drogas antineoplásicas está atualmente sob intensa investigação. Tais agentes podem ter uma toxicidade reduzida e serem menos suscetíveis de gerar resistência do que as drogas citotóxicas convencionais. Os ensaios clínicos estão em andamento para desenvolver estratégias de tratamento ideal com os agentes antiangiogénicos.

 

 

Verifique o abstract completo aqui.

 

Obtenha este artigo

Para obter este artigo terá que ser membro AEOP. Se já é membro AEOP efetue aqui o seu login. Se ainda não é membro AEOP registe-se aqui.
Em alternativa, pode adquirir este artigo pelo preço de 5EUR utilizando para isso o nosso formulário de contacto.