Knowledge and attitudes survey regarding pain (kasrp)

Autores:

Batalha, L.; Ferreira, A.; Ribeiro, A.; Raposo, C.; Dia, D.; Santos, J.; Correia, I.; Oliveira, A.; Sousa, T. : ON 2019, 38; Junho 2019; On-line publication: Junho 2019

 

Resumo:

As lacunas na formação dos profissionais de saúde têm sido apontadas como a principal causa de sofrimento inaceitável à luz do conhecimento atual.O Knowledge and Attitudes Survey Regarding Pain (KaSRP) é um instrumento com 41 itens que mede as atitudes dos profissionais de saúde na gestão da dor, sendo útil para diagnosticar necessidades de formação e avaliar a proficiência de ações formativas. O objetivo foi traduzir, adaptar culturalmente e validar uma versão portuguesa do KaSRP (KaSRP-PT) em Enfermeiros. Tratou-se de um estudo metodológico desenvolvido em seis fases. A versão portuguesa foi alcançada por consenso em painéis e testada numa amostra de 34 enfermeiros para avaliação da equivalência conceptual, semântica e de conteúdo. A versão resultante foi avaliada em painel através do índice de validade de conteúdo ao nível de item (I-CVI) e de escala (S-CVI). Para a análise métrica recorreu-se ao estudo do índice de dificuldade e de discriminação dos itens, cálculo da consistência interna do instrumento pela fórmula de Kuder-Richardson e estabilidade temporal a 15 dias pelo coeficiente de correlação intraclassse a 95% (ICC 95%). Para a equivalência conceptual, semântica e de conteúdo houve necessidade de rever alguns itens. O I-CVI variou entre 0,80 e 1,00 sendo o S-CVI médio de 0,98.

A versão final do KaSRP-PT aplicada em 188 enfermeiros apresentou propriedades métricas sofríveis com baixo índice de dificuldade (0,67) e de discriminação (0,26) dos seus itens, uma homogeneidade questionável (alfa Cronbach 0,627) e moderada estabilidade temporal (ICC 95% 0,552 (0,193-0,744). O KaSRP-PT pode ser um instrumento útil se eliminados alguns itens para melhorar a sua validade e fiabilidade pelo que se recomenda o uso uma versão reduzida a 29 itens.

 

Palavras-chave: Enfermagem; neoplasia mieloproliferativa; Consulta multidisciplinar.

Verifique o abstract completo aqui.

Link DOI

 

Obtenha este artigo

Para obter este artigo terá que ser membro AEOP. Se já é membro AEOP efetue aqui o seu login. Se ainda não é membro AEOP registe-se aqui.
Em alternativa, pode adquirir este artigo pelo preço de 5EUR utilizando para isso o nosso formulário de contacto.